Completo. Lê-se de cima para baixo

33º dia – Quarta-feira

A seguir ao pequeno-almoço, disse a Mr. Ricou que isto é muito duro e que me vou embora assim que receba as cartas que espero. Ficou um pouco triste (chateado sem mostrar), pois “toda a gente sabe que as vindimas são duras” e que an­teontem rejeitou um vindimador e que, além disso, o castiço que fala patoá (Valére), não apareceu desde sábado. Parece que não regula muito bem.

O dia esteve sensacional, com muito sol. Que ra­io de tempo caprichoso!
De tarde, descalcei-me, o que foi extremamente agradável, pois as botas magoam-me e a terra estava fresca.

Falei um pouco com a Marina e a Dani­elle, para mostrar que não sou antipático, lá porque me mantenho calado. Aliás, já vou percebendo melhor o que dizem e já vou falando, embora com difi­culdades.
A Danielle disse que amanhã há greve geral, pois os trabalhadores do campo não querem ser os únicos a pagar o prejuízo da seca.

Os tipos(as), quando se encontram, dão 3 beijos na face e, quando a amizade é maior, 4.

Há uma, que passa o dia inteiro a peidar-se em alto e bom som.

Mais recente›  ‹Mais antiga